Recentemente, uma onda de assaltos tem assustado comerciantes e moradores do Lago Azul. Há algumas semanas, menores infratores fizeram arrastão e, durante um assalto, ainda mandaram recado ao GPT (Grupo de Patrulhamento Tático). Teve comerciante que em menos de um mês foi assaltado três vezes pelos mesmos infratores.

Autoridades e comerciantes se reúnem no Lago Azul para tratar segurança pública. (Foto: Michael Felipe / L1 News)

Autoridades e comerciantes se reúnem no Lago Azul para tratar segurança pública. (Foto: Michael Felipe / L1 News)

Nesta manhã de sexta-feira (26), o presidente da ACING (Associação Comercial e Industrial de Novo Gama), Pedro Colaço, juntamente com o secretário municipal de Indústria e Comércio, Edir Dias, se reuniram com o delegado da Polícia Civil, Danilo, e o sub-comandante da PM, o capitão Alan, e comerciantes locais para tratar de segurança pública no Lago Azul. Também participou da reunião o padre Pedro Stepien.

Comerciantes relataram que a Polícia Militar precisa ser mais presente, que realize mais abordagens aos suspeitos. Houve elogios e críticas ao trabalho dos policiais.

Após ouvido todos os presentes o sub-comandante Alan apresentou algumas medidas. Entre elas, está a criação de cadastro para que a patrulha visite os comerciantes e recolha a assinatura do proprietário da loja. Alan ainda citou que o Governo Estadual enviou uma verba de R$ 30 mil mensais para que policiais trabalhe nos dias de folga, assim, de certa forma “aumentando” o efetivo nas ruas até que novos policiais sejam nomeados.

Em cerca de 30 dias, as autoridades e comerciantes voltam a se reunir para debater se as medidas surgiram efeito.

(Foto: Michael Felipe / L1 News)

(Foto: Michael Felipe / L1 News)

(Foto: Michael Felipe / L1 News)

(Foto: Michael Felipe / L1 News)