Tales Leonardo Brandão, de apenas 3 anos, faleceu na última quinta-feira (26) após dar entrada no Posto 24h de Novo Gama.

De acordo com Tatiane Fontenele, mãe do menino, eles foram duas vezes até a unidade de saúde. Ela contou que no primeiro atendimento Tales foi medicado e liberado para casa. Porém, 2h30 depois a criança piorou e retornaram à UPA (Unidade de Pronto Atendimento), quando o médico teria alegado que a unidade não tinha estrutura.

“O médico atendeu, aplicou remédio para dor e para vômito, pegou nos dedinhos dele, apertou e depois liberou para voltar para casa”, descreveu Tatiane.

Posto 24h do Novo Gama. (Foto: TV Anhanguera/Reprodução)

“Pedi para dar um soro, ele disse que não tinha, para me encaminhar para outro lugar, ele disse que não”, completou.

A família teria decidido buscar atendimento no HMIB (Hospital Materno Infantil de Brasília). Tales não resistiu e faleceu no trajeto.

Secretaria Municipal de Saúde do Novo Gama afirmou em nota, que após o primeiro atendimento, encaminhou Tales para um pediatra com pedido de urgência e que a família teria ignorado a orientação. Ainda de acordo com a pasta, o menino retornou seis horas depois com piora no quadro, quando foi encaminhado ao HMIB.

A secretaria apura se houve negligência por parte da equipe de saúde.

Com informações da TV Anhanguera.